PESQUISA

Imagens por Gaza: Stuttgart

por Amálgama (21/01/2009)

Por Rafael Gonçalves e Alexandre Gaiser * – Cerca de dois mil moradores de Stuttgart, Alemanha, participaram no último sábado de uma manifestação pacífica contra Israel, a invasão de Gaza e a postura do Estado alemão sobre o assunto. Organizada pela comunidade turca local, a passeata circulou pelo centro comercial da cidade levando bandeiras, mensagens […]

Por Rafael Gonçalves e Alexandre Gaiser * – Cerca de dois mil moradores de Stuttgart, Alemanha, participaram no último sábado de uma manifestação pacífica contra Israel, a invasão de Gaza e a postura do Estado alemão sobre o assunto. Organizada pela comunidade turca local, a passeata circulou pelo centro comercial da cidade levando bandeiras, mensagens e entoando os lemas “Israel Infanticida”, “Terrorista é Israel” e “Israel destrói, a Alemanha financia”.

Na cidade, a opinião divide-se respeitando as linhas culturais: os turcos e descendentes de imigrantes do oriente médio repudiam a ação militar; os alemães tendem a condenar o massacre, mas insistem no direito de defesa de Israel, linha de pensamento apoiada também pela imprensa local. Na semana anterior à manifestação, os jornais traziam estampadas as denúncias sobre o uso de fósforo branco e DIME (Dense Metal Inert Explosives).

Importante notar que a manifestação contou com a presença de muitas famílias, trazendo suas mulheres e crianças para o ato político, o que colabora com sua conscientização política. Enquanto o texto de Mark LeVine, publicado 19 de Janeiro, pondera:

“Se há algo de positivo que se pode tirar da horrenda violência das últimas semanas, é que o show de barbárie que Israel mostrou, de violência desproporcional e indiscriminada em Gaza, revelou ao mundo a anormalidade da ocupação. Milhões de pessoas que nada sabiam sabem hoje que a ocupação da Palestina é anormal.”

A cobertura fotográfica a seguir é exclusividade do Amálgama.

*


A própria organização selecionou jovens responsáveis para conter os mais exaltados.


Líder entoa os lemas com auxílio de megafone. Diversos repetidores eletrônicos faziam a mensagem ser ouvida em toda a manifestação.


Garoto traz placa com dizeres: “Um lembrete: Shalom deve significar paz.”


Policiais acompanham calmamente a manifestação.


Manifestantes trazem cartazes: “Parem o massacre em Gaza imediatamente!” e “Homens são mortos diante dos olhos do mundo e a ONU dorme.”


“Dêem uma chance de viver às crianças!” e “Massacre, Bloqueio e Ocupação não são auto-defesa.”


Sketch por Alexandre Gaiser

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

* Rafael Gonçalves é legalista, economicamente liberal, extremamente curioso e enxerido. Adicionalmente estuda Mecatrônica na USP e, atualmente, faz intercâmbio e trabalha na Alemanha. Alexandre Gaiser, humanista, cursa Arquitetura na USP e participa da graduação sanduíche na Universität Stuttgart. Divide os dias de inverno entre desenvolver seus projetos e contemplar o espaço urbano e a arte na Europa.

Amálgama

Site de atualidade e cultura, com dezenas de colaboradores e foco em política e literatura.