PESQUISA

por Jean Garnier – Uma das coisas mais curiosas em relação ao drama Zona Verde (em cartaz) é que os Estados Unidos iniciam, de uma maneira tímida, a reconhecer que houve exagero em relação à guerra do Iraque. No filme já admitem de que as tais bombas de destruição em massa não existiam e que […]

por Jean Garnier – Uma das coisas mais curiosas em relação ao drama Zona Verde (em cartaz) é que os Estados Unidos iniciam, de uma maneira tímida, a reconhecer que houve exagero em relação à guerra do Iraque. No filme já admitem de que as tais bombas de destruição em massa não existiam e que tudo não passou de uma fábula para derrotar um inimigo que de início já sabiam que não teria muita resistência.

Em 2003, na capital Bagdá, o general iraquiano Mohammed Al-Rawi (Yigal Naor) se reúne com seus assessores para discutir o poder do exercito norte-americano e que medidas deveriam tomar. Enquanto isso, o subtenente inimigo, Roy Miller (Matt Damon), lidera a tropa numa perseguição por caminhos perigosos no meio de armadilhas e trincheiras para descobrir possíveis depósitos de armas de destruição em massa. Não encontram. E assim se sucedem mais algumas frustradas tentativas de localizar armas químicas. Enquanto o oficial começa a ficar cada vez mais cheio de dúvidas, surge uma esperança quando recebe a ajuda de um iraquiano coagido chamado Freddy (Khalid Abdalla), que afirma que Al-Rawi estaria na região. Paralelo a isso, um representante do governo americano, Clark Poundstone (Greg Kinner), afirma à repórter do Washington Post Lawrie Dayne (Amy Ryan) que a sua fonte – a quem dá o nome fictício de “Magalhães” – garante que o Iraque é um grande pavio de pólvora.

-- Matt Damon em cena --

Parece confuso, não? Só que perturbada mesmo fica a mente do personagem de Matt Damon, ao começar a perceber que estava fazendo parte de um grande circo montado pela sua pátria. A evidência de que tudo aquilo não passou de uma conspiração baseada em mentiras, incompetência e manipulação começa a ficar evidente.

O diretor Paul Greengrass fez dessa história de ação um misto de suas últimas produções. intercalou momentos de perseguições frenéticas (como em O Ultimato Bourne) com o caos documentário de Voo United 93. Zona Verde foi adaptado do livro Imperial Life in the Emerald City, escrito pelo jornalista Rajiv Chandrasekaran, e, pelo seu tema político misturado ao cenário de destruição e ao clima de suspense, fica difícil não lembrar do recente vencedor do Oscar de melhor filme, Guerra ao Terror. A diferença entre eles é que Guerra tem um clima mais tenso e um conflito mais determinado.

[veja o trailer]

Amálgama

Site de atualidade e cultura, com dezenas de colaboradores e foco em política e literatura.