PESQUISA

Bod Dylan – Together through life

por Amálgama (19/06/2009)

por Jean Garnier – Bob Dylan é referência e lenda. O cantor é um dos poucos que pode se gabar em ter suas músicas gravadas por artistas tão influentes durante décadas como Guns n´Roses, Jimi Hendrix, Red Hot Chili Peppers, Ramones, White Stripes, Neil Young e Rolling Stones. Em 2007, o compositor foi interpretado por […]

por Jean Garnier – Bob Dylan é referência e lenda. O cantor é um dos poucos que pode se gabar em ter suas músicas gravadas por artistas tão influentes durante décadas como Guns n´Roses, Jimi Hendrix, Red Hot Chili Peppers, Ramones, White Stripes, Neil Young e Rolling Stones. Em 2007, o compositor foi interpretado por grandes atores de Hollywood (Christian Bale, Cate Blanchett, Heath Ledger) na biografia Eu não estou lá. Há alguns anos, o senador Eduardo Suplicy encarnou o poeta ao declamar versos de “Blowin´ in the Wind” em uma sessão na Câmara. Bob Dylan realmente é o cara!

Pronto, vamos aos fatos: Together through life (Columbia, 2009) é o lançamento de Robert Allen Zimmerman, o nome de batismo do norte-americano de 68 anos e quatro décadas de carreira. O álbum é uma coletânea sobre amor e seus sentimentos, recheado de grooves instrumentais, gaitas animadas, humor afinado, questões morais e alguns blues interessantes, como “Shake shake mama” e “Jolene”, e a sarcástica “Is all good”. O resto é um pouco repetitivo. A produção ficou com Jack Frost (o pseudônimo de Bob) e conta com as participações dos músicos Mike Campbell (The Heartbreakers) e David Hidalgo (Los Lobos).

O disco não anima muito. Mas também não deixa uma má sensação: ao dar as costas para o rock atual, Dylan mostra que sua música não envelheceu. Uma mudança pode não vir tão cedo, mas sobra gás o suficiente para fazer feliz aos velhos e novos fãs.

Amálgama

Site de atualidade e cultura, com dezenas de colaboradores e foco em política e literatura.