PESQUISA

Depeche Mode – Sounds of Universe

por Amálgama (03/07/2009)

por Jean Garnier – O Depeche Mode é um dos ícones da chamada música eletrônica. Falar que suas músicas influenciaram diversas outras bandas da new wave ou pós-punk é um tanto redundância. Estima-se que esses ingleses de Essex tenham vendido aproximadamente 56 milhões de discos em quase três décadas de carreira, marcados por uma mescla […]

por Jean Garnier – O Depeche Mode é um dos ícones da chamada música eletrônica. Falar que suas músicas influenciaram diversas outras bandas da new wave ou pós-punk é um tanto redundância. Estima-se que esses ingleses de Essex tenham vendido aproximadamente 56 milhões de discos em quase três décadas de carreira, marcados por uma mescla de depressão e romantismo. O grupo agora está lançando Sounds of Universe.

O Depeche às vezes é rotulado (injustamente) como uma banda somente de singles, porém ainda está em perfeita forma, principalmente na voz potente de Martin Gore. A primeira faixa, “In Chains”, alterna entre a angústia e desilusão. A poderosa “Wrong” cria uma atmosfera crua, onde Gore parece estar a procura de uma salvação. “Miles Aways”, a mais dançante do disco, tem batida, riffs e refrão pegajosos. “Fragile Tension” e “Peace” são canções pops, cativantes e surpreendentes. Há também a curiosa instrumental “Spacewalker”.

Se você é fã, verá que é um álbum digno e fiel às raízes da banda. Talvez seu maior defeito seja o excesso de confiança e a repetição. Ainda que o disco não seja aquele que os fãs esperam desde o grandioso Violator de 1990, a banda continua mostrando que jamais pode ser subestimada.

Amálgama

Site de atualidade e cultura, com dezenas de colaboradores e foco em política e literatura.