PESQUISA

Emmanuel Santiago

Doutor em Literatura Brasileira pela USP. Autor de Pavão bizarro (poesia) e A narração dificultosa (crítica).

Por que ler Sade?

23 / 04 / 2017

Ler Sade é entrar em contato com os limites da imaginação humana, mais especificamente, com os limites da imaginação humana para o mal.

O vício do trocadilho: a paronomásia na poesia brasileira contemporânea

20 / 03 / 2017

O que faz com que um poema perdure no tempo é sua capacidade de manter um diálogo contínuo com os leitores.

MAIS POSTS