PESQUISA

Promoção | “Nosso grão mais fino”

por Amálgama (13/11/2010)

Comente no Amálgama e concorra a um exemplar de "Nosso grão mais fino"

[ ATUALIZAÇÃO: Welton Santos, de Bauru-SP, foi o sorteado ]

Os leitores do Amálgama que comentarem em qualquer post do blog entre hoje e sábado (20), estarão automaticamente concorrendo a um exemplar de Nosso grão mais fino (2009), romance do pernambucano José Luiz Passos. O livro é uma oferta da editora Objetiva. O sorteio ocorrerá no domingo (21), via Random.org, e o vencedor será anunciado em uma atualização deste post.

*

SINOPSE
Nosso grão mais fino conta a história de Vicente e Ana, dois amantes que ao longo de várias madrugadas relembram pessoas e fatos do passado. Quando jovens suas vidas tomaram rumos diferentes, e agora, enquanto ela vive um casamento malogrado, e ele, nas ruínas de uma família decadente, poderão finalmente acertar as contas com o passado.

Vicente, o narrador apaixonado deste romance, revive com Ana Corama — escritora de livros infantis — fatos do passado: a misteriosa morte do pai de Ana numa travessia de zepelim, que mudou o rumo de suas vidas; as caçadas que Vicente e seu irmão Zelino empreendiam quando jovens; uma viagem que ele e a amada fizeram ainda novos à usina de açúcar que primeiro os uniu. Aos poucos, eles reconstituem uma história de amor velada, incestuosa, pois foi o tio de Vicente quem se casou com Ana.

Lançado como aposta da Alfaguara na seqüência de Galiléia, do cearense Ronaldo Correia de Brito, Nosso grão mais fino retoma tradições consagradas da literatura brasileira para construir uma narrativa totalmente nova. Assim como Correia de Brito, José Luiz Passos, um dos mais promissores autores da nova geração, faz uma viagem de volta da metrópole para o campo – neste caso, ao abordar o universo decadente das famílias herdeiras da indústria canavieira.

Segundo o crítico e poeta Fernando Paixão, que assina a orelha deste romance, “contra aqueles que podem considerar o ambiente da usina de açúcar, na primeira metade do século passado, como um “tema regional, já visto”, é importante ressaltar o caráter universal da trama, uma história de “paixão e ciúmes camuflados, conflito de irmãos e legado familiar”.

Amálgama

Site de atualidade e cultura, com dezenas de colaboradores e foco em política e literatura.