PESQUISA

Gustavo Melo Czekster

Autor dos livros de contos Não há amanhã (2017) e O homem despedaçado (2011). Doutorando em Letras pela PUCRS.

Alê Motta e a obra literária na era da sua interrupção

18 / 10 / 2018

Ao contrário do imaginado, o microconto é mais difícil do que aparenta.

A arte de decepcionar um leitor

05 / 06 / 2018

É difícil de entender um livro que não tenha nenhum objetivo além de espichar uma história por várias páginas.

O vulcão das verdades subterrâneas

09 / 03 / 2018

Como é possível evoluir quando se encontra alguém que não permite o debate?

MAIS POSTS